quinta-feira, 30 de maio de 2013

Tese acadêmica acusa Doctor Who de Racismo

   Hoje, eu li que a BBC está sendo acusada por uma tese acadêmica de racismo, por nunca ter havido um Doutor asiático ou negro.

   A BBC declarou o seguinte:  “Refletir a diversidade do Reino Unido é obrigação da BBC, e a escalação do elenco (da série) é cega em relação a cor. Sempre leva em conta os melhores atores para os papéis”.
Cena de Let's Kill Hitler
   Os criadores da tese disseram o seguinte: Uma das autoras, a americana Amit Gupta, chegou a mencionar o fato de que o personagem, no começo dos anos 1980, era fanático por críquete, um símbolo da "nostalgia racista e classista" do Império Britânico entre o século 16 e meados do século 20.
Cena de Misfits, em que Kelly bate no Hitler

   
A mesma também falou de piadas sobre o Hitler, o que em minha opinião acho plausível e normal e se Doctor Who foi julgado por esta piada que series como Misfits, que também já teve um episodio sobre viagens no tempo e Hitler, seja também julgado. Ou até mesmo Family Guy.
   Pelo que eu tenha visto e lembre, me recordem de outro se eu estiver errado, três personagens negros, Martha Jones, Mickey e a primeira reencarnação de River Song, todos atores maravilhosos e interessantes. Se não houve um Doutor negro ou asiático, isso não é preocupação alguma. Acho que todos estão felizes com os 11, ou melhor 12, Doutores que temos e tivemos. Todos são atores maravilhosos e acho que é isso que importa, por que um dos detalhes que mais me cativou no primeiro episódio que eu assisti de Doctor Who foi os atores.
   Para quem me conhece, sabe que Doctor Who, não é a única série britanica que assisto, mas também Skins, Misfits, Sherlock Holmes, Merlim e algumas outras. Por estas, eu vejo uma certa diversificação da cor, do cabelo e do estilo das pessoas britânicas, o que é muito interessante, mas não significa que Doctor Who não tenha sua diversificação. 
   Para quem sabe, a atriz que fez Martha Jones, interpretada por Freeman Agyeman, interpretou na temporada anterior um papel mais que secundário, com poucas falas e algumas cenas suas e mesmo assim ela entrou no elenco. Ela é negra, poderiam ter deixado ela passar, mas se tornou uma companion, pela sua bela atuação. Acho que esses estudos acadêmicos deveriam se direcionar para séries que realmente são racistas, seja em cor, nacionalidade, sexualidade e outros.
   Qual é a opinião de vocês, whovians?

Nenhum comentário:

Postar um comentário