domingo, 30 de junho de 2013

Opinião de Neil Gaiman sobre o novo Doutor

"Don't Blink. Blink or you are dead. They are fast, fast than
can you belive. Don't turn your back. Don't Blink... Good Luck
- David Tennant as 10° Doctor"
   Há poucos dias atrás foi iniciada um questionamento de quem seria o 12° com listas, cortes e etc e praticamente na mesma época houve um pronuncimento de Neil Gaiman sobre o assunto, o mesmo responsável pelo episódios Doctor's Wife e Nightmare on Silver e também de livros fantásticos como Lugar Nenhum, Os filhos de Anansi e a hq, Sandman (sim, eu sou um fã).
   O Sr. Gaiman foi questionado por um usuário do tumblr, torchyvalentine com a seguinte: “O que diria sobre Sir Ian Mckellen pegando o reinado do 12º Doctor? A propósito, quem você acha que seria um bom ator para o personagem?”
*Nota: O Sir Ian Mckellen é o famoso Gandalf/Magneto que conhecemos, o mesmo não foi incluído em nossa lista, mas é digno de nota para se dizer que não é uma escolha normal de elenco e por isso não foi posto, assim como outros, mas entendo quando dizem que Billie Piper ou o nosso Sherlock também não são escolhas habituais.
   A resposta do fã de Doctor Who, Neil Gaiman, foi a seguinte:
“Acho que se você tivesse me perguntado quem deveria ter sido o 11º Doctor há 5 anos atrás, eu não teria listado o Matt Smith, porque eu não sabia quem ele era ou do que era capaz, e se você perguntasse quem deveria ter interpretado Sherlock Holmes numa releitura nos tempos modernos, à mesma época, eu não teria dito  Benedict Cumberbatch, porque eu também não sabia quem ele era.Eu realmente gosto quando O Doctor é um ator relativamente desconhecido, ou um sem um grande papel que o tornou famoso. Uma estrela, como Sir Ian, traz consigo todos os outros papéis que já interpretou à tona quando atua. Assistir John Hurt como o (spoiler) no final de “The Name of the Doctor”, significou que esse é um certo tipo de papel com um certo tipo de importância, e você entende que John Hurt trouxe consigo tudo isso (inclusive ser o John Hurt), assim como Derek Jacobi fez com o Master. Mas eu gosto de ver O Doctor como O Doctor, e um ator que não traz bagagem é uma grande coisa. Uma estrela esperando pra brilhar. Então eu não quero ver Helen Mirren ou Sir Ian McKellen ou Chiwetel Ejiofor, ou qualquer outro nome famoso que as pessoas estão sugerindo.Eu quero ver o Doctor. Eu quero ser surpreendido. Eu quero apontar pra uma foto da pessoa e dizer “mas como aquele pode ser o Doctor?”. Então eu quero estar incrivel, maravilhosa e completamente errado, e seis episódios depois, eu quero me perguntar como pude ser tão cego. Porque esse é o Doctor. Claro que é.”
   Eu concordo realmente com o Neil, mesmo que não pareça quando eu posto a minha lista de possíveis Doutores, desde o Christopher Eccleston e pode-se dizer desde o 1° Doutor, a escolha de elenco nunca foi de acordo com a sua famosidade, tendo exceçoes como Catherine Tate ou Billie Piper, que já tinham uma pequena fama antes de Doctor Who e eu acho que é isso que faz desta série tão especial, a escolha imprevisível de elenco. Mudando um pouco de assunto, eu admito que odiei o Matt Smith da primeira vez, clamava para que a regeneração "daquele homem desconhecido" viesse logo, mas em pouco tempo eu comecei a adorá-lo e acho que é bem provavel que nenhum daquela lista de apostas seja escolhido, por que eu particularmente já tenho um vínculo com Martin Freeman ou com a Emma Watson e durante a série, o mais interessante é o que nos criamos com cada companion e Doutor, essa simpatia e saudade quando o mesmo se vai. Mas não é crime nos questionarmos e desejarmos ver um conhecido lá, seria legal, assim como ver um cara ou mulher desconhecidos que logo se tornem amados.


~Rory

quinta-feira, 27 de junho de 2013

Trailer (não oficial) do Aniversario do Doctor Who

   Já imaginou como vai ser o especial do Doctor Who? Então, alguém nao so pensou, mas como fez um trailer, louco irado e super whovian. Se tiver um óculos 3-D do 10th vai ficar ainda mais legal :D


Especulações sobre o novo Doutor (12°)

   Já se passou cerca de um mês desde que descobrimos, na verdade, confirmamos a saída de um dos mais adorados atores que interpretou o 11° Doutor. E durante esse tempo, as informaçoes de possíveis atores para o novo protagonista não param de surgir, junto com entrevistas e videos sobre o "doc-goodbey" que em breve teremos que dar. Um deles surgiu a pouco tempo e era um imenso "obrigado" para a equipe da série e para todos os whovians feito pelo Matt, para quem não viu ou viu e quiser chorar um pouco, aqui vai:



   Mas então, hora de secar as lágrimas e seguir em frente (haha). 
   Primeiramente, podemos tirar um da lista de possíveis doutores, o nome dele é Ben Whishaw, conhecido pela sua atuação de Q em James Bond. O mesmo afirma: 

“Não serei eu. Mas, eu não me importo, não acho que você possa ser o Q e também o Doctor. Seria meio errado“. Eu acho interessante, esse respeito do ator pelo papel, por que mostra que Doctor Who não é só uma série, mas um tipo de legado, que nesse ano fará 50 anos. Em contrapartida tenho que dizer que ele tem cara de Doutor, pelo incrível que pareça, talvez seja até um jeito de esquecermos ele da lista e ele ser mesmo o próprio, por que o papel de Watson em Sherlock, não impediu de Martin Freeman fazer o Bilbo Bolseiro em "O Hobbit". 
 




   Mas não se preocupem whovians, em pouco tempo saberemos quem nos acompanhará nas próximas temporadas, algumas notícias alegam que não demorará mesmo, que em Setembro já teremos informaçoes, mas por enquanto, não mata ninguém ficar especulando e desejando quem possa ser.

Veja nossa lista de possíveis doutores: http://doctorwhofanfics.blogspot.com.br/p/12-doutor-quem-sera.html 

Obrigado,
~Rory

quarta-feira, 26 de junho de 2013

TARDIS no espaço

Com certeza você sabe que no dia 23 de novembro desse ano Doctor Who completa 50 anos não é?
Em homenagem ao aniversario, um grupo de whovians têm juntos um projeto talvez de sucesso.
O projeto é enviar um satélite em forma de TARDIS na órbita da Terra , construído a partir de alumínio, tendo assim um peso mais leve, mas nenhum detalhe foi deixado de fora.
O satélite TARDIS, que já foi construido possui um GoPro Hero 3, que foi criado para ser regularmente carregado por painéis solares. A equipe também esta na esperança de conseguir fotos do planeta. A câmera possui um sistema de controle magnético, que ira mantê-lo na direção da Terra, como outros satélites.
O "TARDIS" sera entregue a um companhia aeroespacial que ira lança-lo ao espaço.
Incrível não é? A TARDIS no espaço...
Amei essa ideia e voces?

segunda-feira, 24 de junho de 2013

Trilha Sonora

Quem já não ficou encantado ou emocionado com a trilha sonora de Doctor Who?
É não ha quem ainda não tenha sido motivado pelo belo arranjo musical da serie, seja pela musica de abertura ou por musicas tristes como "Vale Decem". Mesmo assim as trilhas sonoras ainda costumam tocar muito com o coração ( pelo menos com o meu haha). Mas vamos saber mais sobre essa belas melodias whovians.

Como tudo começou...

Quando a serie começou, em 1963, Ron Grainer ( ao lado) foi chamado para compor o tema, e então fez uma melodia base, sem ser muito detalhista, passou-a para Delia Derbyshire( abaixo), que trabalhando com a BBC Radhioponic Workshop, com que transformou uma composição a um peça eletrônica pioneira, e sendo a primeira musica eletrônica tema de uma serie de TV. Mesmo com o tempo, e varias mudanças de arranjos, a base da musica continua a mesma.

                                











                                                                                                        

        O filme 1996 - Trilha Sonora

Todos conhecem o filme de 1996 né? Considerado por muitos um fracasso ( por mim não, achei Fantastic!).
Bom mais de fracasso a trilha sonora não tem nada. Ficou a cargo do americano John Debney, responsável tambem pela trilha sonora dos filmes " A Paixão de Cristo", e o "Homem De Ferro 2", entre outros.
Começa com uma versão do tema da serie.
É tão rara porque nunca foi disponibilizada para à venda. Os poucos CDs produzidos foram para promover o filme.

Atualmente...

Desde o retorno da serie em 2005, Murray Gold é o responsável pela trilha sonora, e que tem a colaboração de Ben Foster que conduz a BBC National Orchestra of Wales, no qual já comporam e executaram obras incriveis com "Vale Decem" e "I am the Doctor".
Fiquem abaixo com alguns videos e links das trilhas sonoras.
 Se interessou pela trilha sonora de 1996?
Baixe no link 1996Movieost.rar
E ainda não assistiu o filme de 1996? Assista Online em Doctor Who 1996 Filme


E eu vou me despedindo aqui de voces, ate a proxima


~Clara

segunda-feira, 17 de junho de 2013

Fanfic 2: 2°parte.Frio

    - Então, o universo não é como no guia – a pergunta inusitada veio de John, o mesmo estava sentado observando a capa do livro do Guia do Mochileiro das Galáxias para as telas brilhantes da TARDIS para o Doutor, o qual estava do outro lado do centro de comandos, tentando ajustar, como ele se referia, a sua “máquina sexy”.
   Os pés de John saíram calmamente do chão e foram postos sobre os controles da TARDIS.
   - Ela não gosta. – advertiu o Doutor.
   Resmungou uma simples desculpa e rapidamente retirou os pés e os pos na cadeira ao lado, para ele aquilo tudo ainda era um sonho, o mesmo com um homem louco e um organismo vivo que tem o poder de se mover pelo tempo e espaço. Riu consigo mesmo pela simples ideia de poder ter tido um acidente e entrado em coma.
   “Pessoas em coma sonham” concluiu suas loucas ideias.
   - Não é exatamente como, mas Douglas Adams me conheceu e muitos aspectos são reais, como o peixe da Babilônia, não existe, mas existe um tipo de mecanismo que a TARDIS utiliza para traduzir qualquer língua alien para o tripulante dela.
   “Não, nenhuma mente criaria um mundo desses” veio outro pensamento, o mesmo parecia o fazer ficar, nunca deixar o Doutor.
   - Conheceu Douglas Adams? – olhou para a capa do livro e lembrou de sua introdução: “ Traz impressa na capa, em letras garrafais e amigáveis, a frase NÃO ENTRE EM PÂNICO.”, na capa se encontravam as mesmas palavras. “Não entre em panico”, sorriu, qualquer um já o teria feito.
   - Sim, assim como Sir Arthur Conan Doyle, Shakespeare, Einstein...
   - É bizarro como você fala com uma naturalidade.
   - É? – levantou um pouco a cabeça da tela que latejava uma cor azul no seu rosto e encarou John.
   - Sim.
   Voltou aos comandos básicos da nave, enquanto John Smith levantava da cadeira e ia em direção ao outro.
   Ainda em livro a mão disse:
   - Me diga então, para onde vamos por que o mais longe que cheguei foram os quartos, seu guarda-roupa e a piscina.
   - A piscina é legal – disse com um sorriso no rosto encarando a tela com os oculos 3D.
   - Eu não nado.
   - Ok.
   Começou a bater com o pé na grade de metal, era um barulho rítmico em um silêncio perturbador.
   - A TARDIS está com uns probleminhas – começou se explicando – em poucos minutos sairemos da sua órbita – terminou a frase se referindo a órbita do planeta Terra.
   - Foi o que você disse há uma hora .
   - Seus pés não vão ajudar a ir mais rápido – respondeu sarcasticamente.
   John se virou olhando a sua volta, tentando se ocupar, era uma imensidão. As cores indescritíveis  Era um grande mundo em uma pequena caixa.
   - Nos menores frascos há os melhores perfumes – disse para si mesmo.
   - O que? – o Doutor se virou o olhando e John fez o mesmo. Mas antes que qualquer palavra pudesse sair barulhos ensurdecedores e assustadores, quase como  alarmes seguidos de tremores consecutivos tomaram conta da TARDIS.
   Tudo parecia a ponto de explodir.
   As luzes pareciam ter se tornado vermelhas e o rosto de ambos era apenas essa mesma cor. O Doutor se segurava nos controles como sua vida enquanto o outro se viu sendo levado pelas sacudidelas, as frágeis barreiras atrás do mesmo não o pareceram deter e logo se viu caindo um nível abaixo da nave e com um grito, seus olhos se fecharam e o escuro tomou vez.


   - John? – uma voz distante parecia vir do escuro – John? – veio novamente, esteja longe e junto podia sentir uma leve pontada na parte posterior inferior da cabeça – John?
   Se lembrando do ocorrido e logo da dor nas costas e em todo o resto disse:
   - Calma, eu estou bem. – abriu um de seus olhos, parecia claro demais e frio, também e os fios da máquina estavam enrolados sobre seu corpo.
   - Você caiu feio. – o Doutor disse sem aqueles óculos, mostrando apenas os grandes olhos castanhos.
   - Sério, Doutor? Nem percebi. Seu poder de dedução é incrivelmente extraterrestre – ele riu e ao mesmo tempo parou sentindo uma pequena dor na costela.
   - Você é sempre tão arrogante?
   - Quando a minha cabeça está quase explodindo... Sim. – tentou levantar ao dizer estas palavras – Me ajude, por favor.
   O outro se levantou e agarrou a mão de John, o último parecia a ponto de desmaiar.
   - Então, onde estamos? Conseguiu consertar... – o mesmo ao tentar completar a frase sentiu uma pontada na cabeça, fechou os olhos e esperou um pouco. Sentiu os braços do Doutor o segurar antes de caísse e o erguer e quando parecia que a gravidade não era sua inimiga, o alien começou a vasculhar abaixo de seu espesso cabelo negro.
   - Vai ficar bem.
   - Você não é médico.
   - Mas eu poderia ser. Agora, ponha um casaco que estamos em um lugar frio, por assim dizer.
   - Sério? Eu estou acabado, não quero.
   - Por que você tem uma necessidade de perguntar se tudo é sério? Ande... – o Doutor deu uns dois passos em direção a escada e ao ver que o outro não o seguia puxou sua mão e gritou – Allons-y, Alonzo!
   - Meu nome não é Alonzo. É John. Foi você que bateu a cabeça.
   Ao dizer aquela simples frase sentiu seu corpo ser puxado e com um simples resmungo de “Eu sei” como resposta já se via sentado na mesma cadeira de antes, só que desta vez a tela da TARDIS dessa vez mostrava um cenário branco, deduziu ser o que os esperava e ao olhar para os lados via que o outro em segundos já parecia sumir de onde estava.
   Estava entusiasmado, dava para ver, fazia corridinhas entre os controles e logo desaparecia, da quarta vez ao desaparecer, voltou com um casaco de couro e jogando-o sobre John, disse:
   - Vista-o. – o outro assentiu e o viu novamente desaparecer.
   Voltou sua atenção a tela, a mesma começou a chiar e rapidamente um vulto negro se materializou.
   - Dout... – ele parou em meio a frase, o vulto negro parou em frente a câmera e começava a tomar forma, parecia humanoide  Um frio lhe percorreu a espinha, de medo e excitação – Dout...! – a palavra parecia engasgada até que percebeu que o vulto era o próprio Doutor. O mesmo deu um breve aceno e fez um gesto de o chamando para fora.
   “Babaca” pensou, rindo.
   Olhou para trás e a neve parecia invadir a nave com seus ventos frios. “Planeta alien. Que legal” quis gritar o que passava em sua mente, mas não queria parecer idiota. Se levantou da cadeira sentindo uma nova pontada nas costelas, mas pôs o seu corpo a se mover.
   Foi andando calmamente a porta escancarada, metálica de um lado e de madeira do outro.
   - Doutor? – chamou pela primeira vez – Doutor? – repetiu o nome sentindo um vento frio em sua face seguido do mesmo vulto negro anterior pulando a sua frente gritando “Oi”.
   - Saia daí. – ele estava praticamente dançando em meio a neve.
   - Você é problemático.
   - E você humano.
   Tentou ignorar e continuou:
   - Então, o nome do planeta? Me diga antes de eu dar o meu primeiro passo com meu all-star na neve extraterreste.
   - Terra.
   - Terra? – o nome era quase um balde de água fria e logo deu os primeiros passos atravessando as grandes portas e sentiu o ar e todo o resto e ele não sabia o por que, mas sentia que era totalmente humano o que se encontrava naquele lugar.
   - Sim. – ele deu uma longa pausa – É que eu não consegui sair da órbita e caímos novamente, mas em um local diferente – John queria gritar, mas sabia que nãoa adiantaria, aquela era a confirmação de que a TARDIS era um organismo com vida e opinião de viagem. – Mas estamos a séculos no futuro e se olhar bem... – sua pausa dramática foi sucedida de um passo ao lado, se aproximando de John – Você pode ver uma base humana barra alienígena.
   - Doutor...
   - O que? – ele virou o rosto da imensa base de cor bege não muito longe deles e o encarou.
   - Neve, frio de morrer, provavelmente no Ártico, certo?
   - Sim.
   - Por que não... Londres, talvez?
   - A...
   - TARDIS, eu sei. A sua maquina sexy tem uma opinião forte, entendi. – olhou o vasto branco e encarou por alguns segundos a construção ao longe. – Vamos – e começou a viagem sobre a neve branca, não alien, mas futura.

Espero que gostem, qualquer coisa que odiaram, apenas digam, ok? kkk
~Rory

   

Curiosidades sobre Arthur Darvill

Já que hoje é o aniversario dele vamos conhecer um pouquinho mais sobre Arthur Darvill.

Thomas Arthur Darvill ( é isso mesmo, Thomas), conhecido mundialmente como Arthur Darvill. Famoso por seu trabalho nas peças Terre Haute (2006) e Swimming with Starkes (2007), mais ainda sim, é mais conhecido por interpretar Rory Williams na nossa querida serie Doctor Who.

Os primeiros trabalhos
Darvill entrou para Stage2 Youth Theatre Company com apenas 10 anos de idade ficando la de 1991-2000, ate que em 2000 conseguiu um emprego na CITV. Em 2001 fundou sua propria companhia de teatro. Com 18 anos mudou-se para Londres com quatro amigos de seu tempo no teatro.

Doctor Who
Darvill começa a atuar na serie como o companion do 11th Doctor, entrando na 5° temporada, mas, apenas tornou-se um personagem regular na temporada seguinte, e tambem aparecendo na primeira parte da 7° temporada, no entanto a ultima temporada que participaria, na qual Rory (Arthur Darvill) e Amy ( Karen Gillan) foram separados do Doutor pelos Anjos Lamentardores.
Arthur Darvill também é musico e compositor. Toca guitarra e teclado e na sua adolescência tinha uma banda.

Mas enfim parabens Arthur Darvill








~Clara

sábado, 15 de junho de 2013

Gallifrey- existe realmente?

Todos nós conhecemos o planeta natal do Doutor- Gallifrey, imagina se esse planeta realmente existisse?
Embora esse planeta seja fictício, a NASA confirmou a existência de um mundo real analógico a Gallifrey.
De acordo com um artigo, a NASA vem  com o que é chamado de "sistema transitório circumbinario de multi-planetas" o que significa "dois mundos orbitando dois sóis". Gallifrey na serie é descrito pelo Doutor sendo iluminado por dois sóis. Usando o telescópio de Kepler, o Register nomeia o planeta como sendo "O lar dos Senhores do Tempo, Gallifrey, ou o planeta dos 'fazedores de planetas luxuosos' Magrathea que é citado em O Guia do Mochileiro das Galaxias.
O novo sistema foi nomeado de Kepler47, tem duas estrelas circulando uma a outra em intervalos de 7 dias e meio. Uma delas é similar em tamanho ao nosso Sol, enquanto a outra parece ser um terço deste tamanho.
Incrível não é?
Um planeta com as mesmas características de Gallifrey?
Isso enche o nosso coração de esperança não é? Bom o meu sim (haha).
Mas com os avanços das tecnologias cada vez mais Sondas e Satélites chegam a lugares remotos do universo. Mas vale lembrar que ele é vasto e complicado e esta em constante expansão. Mesmo assim continua sendo incrível investigar os mistérios e fazer descobertas sobre ele!
~Clara

sexta-feira, 14 de junho de 2013

Como convencer seu melhor amigo à assistir Doctor Who?

   Como qualquer whovian de prestígio, eu já tentei fazer com que meus amigos fossem assistir Doctor Who, não deu certo, mas creio que há pessoas que podem ser "manipuladas" a assistir, melhor que meus amigos, entao por um incrível acaso encontrei no canal do youtube Mariana Reads este vídeo:


   O canal em si, é muito bom assim como o vídeo e eu recomendo, mas no mesmo canal eu encontrei um vídeo de uma garota fazendo uma das melhores sínteses de Doctor Who que eu já vi e acho que para quem você mostrar esse vídeo, não apenas vai querer assistir, como também saberá exatamente de onde e o que esperar. Recomendo também para whovians antigos, é bem interessante: 



Christopher Eccleston ainda na ativa


   Christopher Eccleston, ou para alguns o 9° doutor, que mesmo em uma simples temporada deixou saudades não vai voltar a ser o protagonista de Doctor Who, mas será o protagonista da nova série dos mesmos criadores de Lost. E assim comecemos a rezar que a série seja tão boa quanto, mas que tenha um final bom. Mas sem entrar em polêmicas sobre o "fracasso" da série Lost, continuemos com a falar sobre a carreira de Eccleston.
   Para quem continuou seguindo a carreira do 9° sabe que esta não é a primeira vez que o ator ganha prestígio, pois o mesmo reencarnará como vilão no segundo filme de Thor (Não acham ironico? Karen Gillan também será uma vilã em Guardioes da Galáxia), o mesmo também fez G.I. Joe, Elizabeth e varios outros. Veja a sua ficha no IMDb: Christopher Eccleston.
   Sobre a série, a mesma é a seguinte: A premissa é similar à da franquia “Deixados para Trás”, mas se trata de adaptação do livro homônimo escrito por Tom Perrotta e publicado em maio nos EUA. A trama gira em torno de uma pequena comunidade suburbana dos EUA, após o milagre do arrebatamento levar aos céus os homens justos do planeta. Os pecadores que ficaram na Terra precisam reconstruir suas vidas e lidar com o sumiço de parentes e pessoas queridas, além do temor do apocalipse.   Eccleston viverá Matt Jamison, um ex-pastor que atualmente edita um jornal sensacionalista; Coon vai interpretar o papel de Nora Durst, uma mulher que subitamente deixa de ser esposa e mãe; Dowd será Patti Levin, uma lider religiosa local; Warren será Lucy Warburton, a prefeita linha dura da cidade.
   Pelo que parece, se tudo estiver certo e nos eixos, a mesma será produzida pela HBO, o que significa que será de ótima qualidade com belo roteiro e etc, mas também que terá cenas, por assim dizer, para maiores. E será lançada em 2014. Mas se nada der certo, não se alarmem fãs do 9°, em novembro veremos o mesmo somo Malekith, vilão do Thor.


Fonte: Pipoca Moderna

domingo, 9 de junho de 2013

Fanfic 2: 1°parte.O Doutor

   Minha vida sempre foi um tanto normal demais ou chata. Nunca fiz algo significativo para alguém com um livro meu, poema ou texto jornalístico. Ás vezes, apenas penso que sobrevivo, pois viver é diferente, apenas sabemos ser diferente, pois não há uma explicação que não seja apenas química, física, matemática e biológica para ela que possa explicar esse sentimento e aflição de apenas viver.
   Mas então eu conheci ele, o Doutor. O homem de dois corações. Da constelação de Kasterborous. Do planeta de Gallifrey. Vindo da Guerra dos tempos. Junto de sua caixa azul. Em outras palavras, apenas um homem louco. Um homem louco que apenas os mais loucos conhecem. Estes não sendo loucos apenas por conhecê-lo, mas por pularem naquela pequena grande caixa e suportar tudo com um sorriso no rosto.
   Tudo começou no meu último ano de faculdade, eu fazia jornalismo e o estagio que eu fazia dava pouco, além de me fazer trabalhar muito. “Experiencia” disseram e eu quis responder “Dane-se a experiencia”, mas seria uma falta de educação e junto de uma vida normal demais, se começa a suprir palavras que possam magoar e até mesmo seus próprios sentimentos e pensamentos conturbados.
   Era outono, se ainda se contam os meses, a noite parecia fria e as salas estavam desertas, pois o Sol já havia deixado aquele lugar a tempo. O jornal o qual eu trabalhava era um prédio enorme com janelas espaçadas e mesas para todos, menos eu, os mesmos em seus cubículos. A sala do chefe era pequena, mas ainda cabia uma enorme mesa para reuniões. E foi ali que eu vi algo que nunca deveria ter visto.
   Meus olhos estavam cansados e na mesa de um dos empregados eu relia um dos últimos artigos a serem entregues para a impressão, pelo que parecia alguém faltara e eu teria de ficar até as oito horas trabalhando.
   De inicio o ar parecia meio elétrico, seu cheiro era metálico além de diversos outros. Parecia mais uma loja de aparelhos eletrônicos ou que alguém consertava a fiação elétrica. Depois vieram as luzes, meus olhos se acostumaram com os clarões consecutivos de cerca de trinta segundos entre um e outro e rapidamente tentei ignorar, na minha concepção e com os fones em volume máximo, deveria ser a chuva.
   Até que...
   - Eureka! – a voz quase ensurdecedora de alguém surgiu em meio a escuridão, me levantei em meio aos cubículos e olhei para a janela, nenhuma gota de água, depois tentei me acostumar ao escuro e nada vi até que a voz se tornou voltou, mas mais baixa, quase como um sussurro, quando você está conversando consigo mesmo.
   Tirei os fones e comecei a andar em meio aos cubículos, todos vazios, a exceção de um. No mesmo, havia um homem de cabelo escuro e óculos estranhos que você apenas adquiri no cinema e mesmo assim, apenas se fosse a cerca de dez anos atrás. O mesmo mexia no ultra book a sua frente como se fosse seu, tirando e pondo fios das cores mais variadas.
   - Eureka! – o homem gritou novamente, não olhava em meus olhos e eu muito menos nos dele, apenas via aquela óculos de papelão de lado. Era bizarro por falta de palavras.
   Limpei a garganta tentando chamar a atenção, mas nada ocorreu.
   - Eletricista, eu suponho. – ainda nada. Logo, cutuquei o seu ombro e assim ele virou. Seus olhos, um vermelho e outro azul pelos óculos me fizeram ficar assustado. Estavam esbugalhados e ele nada respondeu, apenas se virou novamente e um clarão que me cegou por segundos tomou a sua frente. – Com licença, mas o Sr. Harris nada disse sobre...
   - Não sou eletricista. – uma revelação e tanto, o homem louco falava.
   - E quem seria? – perguntei pausadamente, ajustando a gravata, a noite parecia ter se tornado longa.
   - Sou o Doutor.
   - De que?
   - Como assim “de que”?
   Desisti e logo mudei a pergunta.
   - Apenas Doutor?
   - Apenas Doutor.
   Estava lidando com um louco e isso não era novidade.
   - Mas... Doutor quem?
   - Gosto quando perguntam isso, achei que não perguntaria. – ele começou a rir.
   - Entendo. O que está fazendo no computador?
   - Ajustando os servidores, mas me conectar a nave cybermen e conseguir destruí-la, pois apenas desativá-los em meio ao espaço de nada adianta. – ele fez uma pausa – Você não entenderia se eu explicasse que seu chefe estava sendo controlado por cybermens e muito menos que o homem que você esta substituindo morreu devido a um pulso eletromagnético que não queimou apenas o “cyber-wi-fi”, mas todo o cortéx cerebral. Eu disse para ela não apertar o botão... Sabe como é...
   - O que?! – eu quase gritei, meus sentidos estavam embaralhados e eu não sabia se estava com frio ou calor ou se o suor pelo meu corpo significava algum tipo de doença.
   - Você não entenderia.
  - O que? – eu comecei a repetir a palavra como consequência daquele homem que se denominava Doutor ter acabado com a minha linha de raciocínio e quase pensei que por consequência seu córtex cerebral.
   - Você não entenderia. Mas sabe o que é frustrante? Você deixa uma garota perfeita ir para um mundo paralelo e logo encontra uma que queima o “cyber-wi-fi”. Ótimo. Eu disse para aquela ruivinha que era melhor eu ficar sozinho.
   - O que?
   - Você não para, né?
   Me silenciei e fiquei ali em pé, comecei a pensar que toda a situação poderia ser um sonho, até que ele se levantou e pegou a minha mão. Seu toque era frio e eu odiava, mas era apenas isso que eu sentia, meus ouvidos pareciam ter sido desconectados e eu apenas distinguia palavras como “Cinco” ou “Explosão” sendo proferidas pelo homem louco.
   O mesmo me puxou como se algo fosse acontecer e iria. Paramos enfrente a vidraça e assim eu vi, o céu se iluminara com um belo fogo de artifício, ou pelo menos eu achava ser, pois antes de conhecer o Doutor, ou pelo menos apenas saber que ele é um alienígena, nada é o que é.

   Meu nome é John. E não imaginava me apaixonar por viajar e viver depois de tanto tempo apenas sobrevivendo. Olhei uma última vez para o rosto dele e ele parecia triste, seu sorriso era triste. Parecia um bom homem, apenas fugindo de seus fantasmas.

~Rory

"Not Another Happing Ending" com Karen Gillan

   Foi divulgado o trailer do filme de comédia romântica britânica de nome Not Another Happing Ending, estrelado por Karen Gillan. O mesmo conta a história de uma escritora com um problema incomum, a mesma aparece na história após o lançamento de seu livro de estreia, porém a consagração lhe causa um bloqueio quando decide escrever seu segundo livro. O problema é que ela só fica inspirada quando está infeliz. Para complicar ainda mais, seu editor (Stanley Weber, de “Pablo Picasso e o Roubo da Monalisa”) acaba se apaixonando por ela. O que não pode significar boa coisa para quem precisa estar infeliz para fazer sucesso.       Veja o vídeo:



   No site Pipoca Moderna disseram: Lançada à afama após se tornar a primeira companheira ruiva e a primeira a usar minissaia em “Doctor Who”, a atriz também está no filme de horror “Oculus”, na comédia romântica “The List” e na superprodução Guardiões da Galáxia da Marvel, os três filmes com lançamento em 2014.

   PS. Pus a referencia do Pipoca Moderna, mas não concordo por chamarem Karen Gillan de primeira ruiva e gostaria de agradecê-los por esperarem e em poucas horas postarei minha fanfic.

sábado, 8 de junho de 2013

Feliz Aniversário Colin Baker

Hoje o ator que interpretou o 6th Doutor, Colin Baker.
Interpretou o Time Lord de 1984-1986.
Parabens Colin Baker!

quinta-feira, 6 de junho de 2013

A Fenda do Infinito - Parte 2

...
-Olá, eu sou o Doutor!
Naquele mesmo instante, todos os "Robos" cairam no chão, parecia que estavam mortos.
-Temos que sair daqui, a quantidade de ouro é muito pequena, eles despertarão logo!
-Quem é voce?- perguntou Caroline
-Eu ja me apresentei...Eu sou o Doutor.
-Doutor quem?
-Apenas Doutor, mas e voce mocinha quem é a garota que conseguiu fugir dos Cybermens?
-Cyber... o que?
-Cybermens,mas me diga como voce se chama?
-Caroline
-Ah sim, Caroline belo nome...
Enquanto conversavam um Cyberman despertou e pegou Jessica e a modificou, com mente programada ela fazia tudo o que os Cybermens queriam.
-Vamos sair daqui agora, entre na cabine azul.
-Mas e a Jessica?
-Eu prometo que ela vai ficar bem mas venha comigo,se eles pegarem essa cabine, não poderei salva-la, nem ninguem.
Caroline entra na cabine.
-É maior por dentro!
-Sim, muito maior!
-Mas Doutor como voce vai impedir os Cyber...Cyber...ah! aqueles Robos estranhos?!
-Preciso reverter aquela fenda.
-Como assim?
-Aquela fenda é infinita...por algum motivo eles estavam presos no vazio, a fenda esta soltando tudo o que estava no outro lado.Eu preciso fechar a fenda, Caroline eu preciso que voce me indique um lugar bem alto aqui mesmo na cidade , uma antena, um predio, qualquer coisa alta.
-Tem um predio no centro da cidade, se consegue ve-lo pela cidade toda, pode ser util.
-Excelente!Então vamos pra lá!Geronimo!
O Doutor então conseguiu arrumar o sinal paralelo naquele predio.
-Vamos voltar para a escola!
Chegando lá...
-Pronto Caroline tudo pronto, a fenda vai puxar todos os Cybermens e o sinal deles vai sumir, todos voltarão ao normal.
-Doutor essa fenda não puxara a todos nós?
-Não Caroline, apenas quem tocou na fenda como eu. Mas eu tenho algo aqui na T.A.R.D.I.S me segurarei bem firme e ficarei bem.
-Doutor eu toquei  na fenda!
-Caroline!
-Doutor eu não sabia que ela era perigosa...fiquei curiosa e toquei, Doutor me ajude!
-Caroline, voce tera que se segurar bem firme, não solte-se por nada!
-Ok Doutor.
O Doutor assim liga o sinal paralelo assim a fenda começa a puxar a todos os Cybermens.
A Fenda se fecha, e todos voltam ao normal.
-Parabens Caroline voce é Brilhante!
-Todos estão acordando e voltando ao normal!
E tudo naquela escola volta ao normal, o Doutor vai embora sem ao menos se despedir de Caroline. Meses depois Caroline andava pela rua quando ouviu um barulho familiar. Reconhecendo o barulho saiu correndo!Acabou encontrando a T.A.R.D.I.S. O Doutor havia vindo falar com ela.
-Olá Caroline me desculpe tive que ir rapidinho tirar o sinal daquele predio, e dei uma pasadinha num mercado da Galaxia 526... me ausentei por alguns minutos...mas estou de volta!
-Doutor se passaram 5 meses!
-Oh! Me desculpe perdi a noção do tempo.
-Não tem problema Doutor!
-Bem , Caroline gostaria de dar uma voltinha na T.A.R.D.I.S.
-Doutor não posso...perco a noção do tempo...como irei continuar na escola? Eu adoraria andar nessa nave...mas não posso por enquanto...que tal voce vir me buscar daqui três anos?
-Claro que virei,me espere Caroline, daqui três anos de mostrarei o tempo e o espaço!


Fim.....
Em breve....
O Doutor volta para buscar Caroline...mas algo segue Caroline nos seus pesadelos e sonhos....o que acontecera?(teremos outras fanfics antes dessa)
Uruul! galera valeu por ler espero que tenham gostado....
e voce que so leu a parte 2 leia parte 1 se não entendeu nada Capitulo 1- A Fenda do Infinito - Parte 1
Teremos muito mais aventuras... beijão pra voces e ate a proxima.

terça-feira, 4 de junho de 2013

Matt Smith anuncia que deixara Doctor Who

A BBC anunciou hoje que Matt Smith deixara Doctor Who, depois de quatro anos incríveis no hit BBC One show. Matt estreou no programa em 2010 e vai deixar o papel no final deste ano, após estrelar o 50 º aniversário imperdível em novembro e regeneração no especial de Natal. Durante seu tempo como o Doutor, Matt atingiu mais de 30 milhões de espectadores no Reino Unido e sua encarnação mostrou o programa para o mundo. Ele também foi o primeiro ator a ser nomeado para um BAFTA no papel.

Matt rapidamente conquistou fãs ao ser eleito o Melhor Ator por Os leitores de Doctor Who Magazine para a temporada 2010.
 Matt tem desempenhado um dos maiores papéis na TV, com mais de 77 milhões de fãs no Reino Unido, EUA e Austrália !

Matt Smith diz:. "Doctor Who tem sido a experiência mais brilhante para mim como ator e um cara, e que em grande parte se deve ao elenco, equipe e fãs da série que eu sou incrivelmente grato a todos do elenco e da equipe que trabalhar incansavelmente todos os dias, para realizar todos os elementos do show e entregar Doctor Who para o público. Muitos deles tornaram-se bons amigos e eu estou muito orgulhoso do que temos conseguido ao longo dos últimos quatro anos.
Tendo Steven Moffat como show runner escrever essas variadas engraçadas, mente scripts, flexão e brilhante tem sido um dos maiores e mais gratificantes desafios da minha carreira. Tem sido um privilégio e um prazer trabalhar com Steven, ele é um bom amigo e vai continuar a moldar um mundo brilhante para o doutor.
Os fãs de Doctor Who em todo o mundo são diferentes de qualquer outro, pelo modo de se vestir, gritar mais alto, saiba mais sobre a história do show  de uma forma que eu nunca vi antes, sua dedicação é verdadeiramente notável. Obrigado muito por apoiar minha encarnação do Senhor do Tempo, número onze, que eu poderia acrescentar ainda não está feito, estou de volta para o 50 º aniversário e o especial de Natal!
Tem sido uma honra fazer esse papel e, seguir o legado de atores brilhantes, e dirigir o TARDIS para um feitiço com 'o gengibre, o nariz eo impossível um ". Mas tenho que ir Trenzalore me chama. Obrigado a vocês. Matt. "

Steven Moffat, principal escritor e produtor executivo, diz: "Todos os dias, em cada episódio, a cada conjunto de cenas, Matt Smith me surpreendeu: a maneira como ele viraria uma linha, ou girar em seus calcanhares, ou fazer algo engraçado, ou do nada me faz chorar, eu nunca sabia o que estava por vir. The Doctor pode ser palhaço e herói, muitas vezes, ao mesmo tempo, e Matt subiu para ambos os desafios magnificamente. E ainda melhor do que isso, dadas as pressões deste espetáculo extraordinário, ele é uma das pessoas mais agradáveis ​​e mais trabalhava que eu já tive o privilégio de conhecer Tudo o que fiz em cima dele -. às vezes literalmente - o seu comportamento sempre foi digno do doutor.

Mas grandes atores sempre sabe quando é hora para a chamada cortina, de modo que este Natal se preparem os seus corações, como dizemos adeus ao 11th  Obrigado Matt.

É claro, este não é o fim da história, porque agora a aventura  começa. Em algum lugar lá fora agora - tudo ignorante, só indo sobre seu negócio - é alguém que está prestes a tornar-se o Doutor. A vida vai mudar, e Doctor Who vai nascer mais uma vez! Depois de 50 anos, que ainda é tão emocionante! "

Tendo estrelou ao lado de três companheiros diferentes, Amy Pond (Karen Gillan), Rory Williams (Arthur Darvill) e, mais recentemente Clara Oswald (Jenna Coleman), doutor Matt lutou Daleks e Cybermen, bem como Weeping Angels in New York. Regularmente ouvido gritando 'run' e 'Geronimo', através de ventiladores Médico de Matt ter sido introduzida a uma nova combinação de culinária - peixe empanado e creme!

Saída espetacular de Matt ainda está para ser revelado e será mantido rigorosamente em segredo. Ele voltará a BBC One telas no episódio do 50 º aniversário imperdível no sábado 23 de novembro de 2013 - Sintonize!

Teremos citações exclusivas de Jenna neste site amanhã e um vídeo especial de Matt - em breve!

Goodbye Matt Smith

Era 1° de janeiro de 2010 todo o Reino Unido estava acompanhando a grande despedida de David Tennant no Doctor Who, a trilha sonora estava tocando Vale Decem(Despedida do Decimo), a regeneração estava proxima.
A regeneração acontece e a 11° encarnação do Doutor entra em cena,Matt Smith é o novo Doutor.
Sua grande estreia no papel foi no episodio The Eleventh Hour aonde introduzia Amy Pond como sua companheira, e juntamente Rory Willians.
A serie ficou mundialmente conhecida com Matt Smith como protagonista,o episodio The Impossible Astronaut, levou recordes de audiencia nos EUA.
O homem "maltrapilho",como Amy Pond se referia a ele, amava todo tempo e espaço e tinha tirado da mente o peso da Ultima Grande Guerra do Tempo.
Matt Smith amava ser o Doutor...
Mas sempre chega a hora do Doutor se regenerar...
Matt Smith anuncia que deixara Doctor Who no especial de Natal desse ano.
Whovians por todo o universo  planeta, lamentam a perda de Matt Smith.
Sobre isso ele disse:
"Doctor Who tem sido a melhor experiência da minha vida como ator, e é claro que estou falando também de toda a equipe, atores e fãs da série. Eu sou grato a toda a equipe que trabalhou incansavelmente todos os dias para realizar todos os elementos da série e entregar isso ao publico. Muitos deles se tornaram grandes amigos e estou orgulhoso de toda a história que construímos nesses quatro anos. Tem sido um grane privilégio trabalhar com Steven, ele é um amigo brilhante que continuará a moldar a vida do Doctor. "
"Os fãs de Doctor Who no mundo inteiro são diferentes dos outros, eles se vestem, gritam alto, sabem mais da história da série ( e especulam mais sobre o futuro da série) de um jeito que eu nunca vi antes. A dedicação deles é marcante."
"Obrigado a todos vocês por apoiarem a minha encarnação do TimeLord, número onze que eu tenho que lembrar, ainda não terminou. Eu estou de volta para o aniversário de cinquenta anos e para o especial de natal."
Foi uma honra interpretar esse papel, seguir o legado de atores brilhantes, e pilotar a TARDIS com a "ruiva e o nariz e a impossivel".Mas quando voce tem de ir, voce tem de ir e Trenzalore chama. Obrigado a Todos.Matt"
Matt sera sempre lembrado por todos. 
E que venha o especial de 50 anos, e que venha a grande despedida. Preparem seus corações.
Goodbye Sweetie.

domingo, 2 de junho de 2013

"Será dificil dizer adeus" diz Jenna Louise-Coleman

   Jenna Louise-Coleman, ou Clara para os whovians, hoje finalmente falou sobre o quão dificil será a despedida de Matt Smith. A mesma diz que nesse pouco tempo, ambos criaram uma forte ligação e que não consegue imaginar sua entrada na série sem o Matt. Confira abaixo as suas palavras.
   "Eu me sinto privilegiada por ter feito parte do reinado de Matt, ter sido comapnion de um dos maiores doutores em minha opinião... Ele está tão apaixonado pelo show, ele trabalha incansavelmente duro, me surpreende a cada dia, sempre criando e descobrindo algo novo sobre o Doutor. Um verdadeiro cavalheiro, um homem de liderança e um amigo muito especial... Eu sei que vai ser uma despedida muito difícil para mim, mas eu não consigo esperar para ver para onde sua carreira o irá levar. E, claro, com o mesmo acolhimento que eu fui agraciada, estou ansiosa para receber o próximo Doutor. MAS ainda não acabou tudo. Te vejo no 5-0 grande! "
   E Matt descreveu seu tempo em Doctor Who como "uma honra" e assim também vejo uma honra ter passado esses anos com o Matt.


E quem será o novo Doutor?

Ainda abalado com a noticia do 11°
   Sabemos que John  Hurt é uma das doze reencarnações do Doutor, mas já se iniciaram as especulações de quem será o décimo terceiro. Há sugestões de que o nosso próximo Doutor, saia do usual e se torne uma mulher, um homem negro, asiático e etc. Mas não se preocupem, os nomes já sugeridos são de ótimos atores e atrizes.
   Steven Moffat sobre o assunto disse: "Somewhere out there... is someone who's about to become the Doctor," Em portugues “Em algum lugar aí fora... Tem uma pessoa que se tornará o Doutor”, frizando que ele usou a palavra “someone”, podendo ser para homem e mulher, não podemos ter a certeza que o 13° será “ele”.   Alguns nomes mencionados foram Ashley Walters, como também David Harewood. Entre mulheres temos Olivia Colman, Fiona O'Shaughnessy. Além de que poderemos voltar aos nossos primórdios e encontrarmos mais um Doutor mais velho, como assim ocorreu como primeiro, pois o nome de David Warner com 71 anos foi cogitado como possível Doutor.
O Terceiro Doutor e seu filho, ambos são parecidos e
já sinto uma certa nostalgia
    Também temos Sean Pertwee, filho de Jon Pertwee, o terceiro Doutor. Além de nomes mais jovens como Rupert Grint, o Rony de Harry Potter, o que eu acho improvável pelo mesmo ser ruivo e creio que o Doutor não será um ruivo, pelo menos até que seja a sua última reencarnação, e também Russel Tovey, o mesmo para os que lembram é o famoso Alonso (haha), frisando que é possível ele aparecer, pois a segunda companion do décimo Doutor, Martha Jones, havia feito um pequeno papel na temporada anterior. Para quem não se recorda do Alonso, aí vai um vídeo:

   Ainda há alguns como Martin Freeman, que tem ganhado notoriedade com O Hobbit e com Sherlock, outra série famosa da BBC, o qual acho maravilhoso talvez ser o Doutor, ele já fez papéis que me fizeram gamar como Arthur Dent, o Bilbo Bolseiro, Watson e outros. Como também, estrelas hollywoodianas, como Tom Cruise, o que eu espero que não ocorra, pois o Doutor perderia o seu  “quê” britânico. Também há Colin Morgan, da série Merlin, outra da BBC, Tom Hiddleston, ou Loki para os mais chegados (haha), do filme Thor.   Outro que eu li e fiquei intrigado foi o nome de Billie Piper ou Rose Tyler. O que em minha opinião acho plausível e louco, pois assim como o décimo em sua primeira reencarnação utilizou sua mão para não mudar de corpo, ele poderia utilizar o DNA da Rose, já que está confirmada sua aparição no especial. E que outra pessoa não seria perfeita para ser a primeira “Doutora”?
Olivia Colman, Billie Piper and Russell Tovey
Elba, Hurt and Dame Helen

PS. Este detalhe me faz pensar em algo engraçado, O Doutor indiretamente já esta em sua 14° reencarnação, pois houve o caso do David ter reencarnado uma vez, mas ficar com o mesmo corpo e ainda somado ao John Hurt, o 11° seria o 13°. Mas não fiquem confusos ou tristes, por esta talvez ser a última reencarnação dele, por que eu tenho certeza que Moffat fará algo bizarro e ainda teremos mais anos nos perguntando quem é o Doutor (haha).
   Moffat ainda disse sobre o assunto: "A life is going to change, and Doctor Who will be born all over again. After 50 years, that's still so exciting.” Que traduzido seria: “Uma vida irá mudar, e Doctor Who nascerá novamente. Depois de cinquenta anos, ainda continua sendo excitante”.
   Pelo visto não somos os únicos entusiasmados e tristes com uma perda, mas com uma nova era.   Morrissey, Pertwee, Piper and Tovey foram todos mencionados após o comunicado oficial de que Matt Smith deixaria o seu papel.   Smith foi nomeado o 11° em Janeiro de 2009 e fez sua primeira aparição na regeneração do David Tennant no Ano Novo de 2009. E o mesmo vai fazer muita falta. Obrigado, Matt, por esses anos maravilhosos.


sábado, 1 de junho de 2013

Evento do Vivid Sidney com Doctor Who

   O 50° aniversário de Doctor Who foi celebrado por diversos fãs, o que é triste para muitos outros, por exemplo eu que gostaria de ter estado lá, no festival de Vivid Sidney, quando uma projeção especial em 3D mapeada do legendário programa da emissora de televisão BBC foi exibida na grande fachada da Customs House na Circular Quay, como parte do Vivid Sidney – o festival anual de luzes, músicas e ideias. Vejam uma foto (sim, perfeita):

   Um fato irônico e também o qual pode ter levado ao idealizadores deste evento terem posto, me corrigem se eu estiver errado, é que juntamente com Doctor Who, o Vivid Sidney está fazendo também 50 anos.
Houveram outras apresentaçoes, mas nesta em questão teve episódios que mostraram o "O Doutor" ("The Doctor) "confrontando dois de seus mais terríveis adversários -- os Daleks e os Weeping Angels -- e se despedindo dolorosamente de seus companheiros Amy e Rory Pond.
 "É muito estimulante trazer para os fãs do Doctor Who essa projeção espetacular na Customs House. Estou segura de que pessoas de todas as idades vão ficar encantadas em ver "O Doutor" enfrentar seus inimigos. O Vivid Sidney se expandiu significativamente este ano e essa colaboração é um exemplo fantástico de nossos esforços para trazer mais experiências emocionantes para os frequentadores dos festivais do Vivid". – disse a CEO do evento.
   Em minha opinião é mais que estimulante, pois depois de tanto tempo, nestes poucos anos em que a série Doctor Who voltou as telas, a mesma está ganhando grande notoriedade, não só do que é de se esperar na Europa, com eventos como esse, por que lá já era visto, mas no resto do mundo. Talvez seja a globalização junto da internet, mas é um marco que deixa qualquer fã de Doctor who, orgulho.

    Abaixo deixarei um vídeo do evento que encontrei:



E um recadinho: Vai, whovians! (haha)

Karen Gillan arrasando fora da Europa

   Essa notícia é para os fãs da nossa querida Amelie Pond ou Amy para os whovians mais chegados. A nossa querida ruiva marcará uma época de filmes que será muito importante para muitos nerds que curtem a Marvel. A mesma será a vilã do filme Os Guardiões da Galáxia. 
   Para quem não sabe, a mesma é uma historia em quadrinho da Marvel (criadora de heróis de hoje como Homem de Ferro, Capitão América, Os Vingadores, etc) que diz a história e aventura de heróis contra alienigenas, acho que esse é o básico que posso dizer. Em uma definição xula, seriam como "os Vingadores do espaço".
Veja uma sinopse do filme abaixo:
Ambientada em 2045, a trama do filme acompanhará a trajetória de Peter Quill (Chris Pratt), filho de mãe terráquea e pai alienígena que se torna o Senhor das Estrelas, líder dos guardiões. Ele lidera a equipe formada ainda por Gamora (Zoe Saldana), pelo guerreiro Drax (Dave Bautista), o caçador Yondu (Michael Rooker, da série “The Walking Dead”), o alienígena-planta Groot e o guaxinim do espaço Rocket Raccoon.fonte: Pipoca Moderna
Quem não ama essa carinha de assustada dela?
   Ainda não temos detalhes sobre a personagem e etc, mas já é um marco ler isso, pois não se passara muito tempo sem vermos os cabelos ruivos da Karen e mesmo se ocorrer de estiverem, sei lá, de outra cor, o seu rostinho será ótimo de ser visto nas telonas (haha).